logo twitter - Cópia (2)

O porque a teledramaturgia do horário das 19 horas na década de 80 é a melhor.

4dee5a69-51f3-4c7e-9a77-c75e26c3e24d_brega
Célia Biar e Marília Pêra em “Brega e Chique”

Muito se têm falado sobre a qualidade dos folhetins atuas e a queda de audiência que as telenovelas vêm sofrendo nos últimos anos, mas vamos nos limitar a focar exclusivamente ao horário das sete horas.

Houve um tempo em que as novelas do horário das sete da Globo reinaram absolutas na preferência do público, mas nos últimos tempos essa “unanimidade” têm deixado de acontecer e este, que era um dos mais interessantes horários com sua diversidade de temas têm deixado bastante a desejar.

Podemos ver claramente isso ao compararmos as novelas exibidas atualmente  no horário com folhetins mais antigos. Isso focou amplamente claro com a reprise da novela “Cambalacho”, exibida originalmente em 1986 e agora reexibida, pelo Canal viva.

20jul2015---os-atores-fernanda-montenegro-e-gianfrancesco-guarnieri-em-cena-da-novela-cambalacho-1437421296611_615x300
Os atores Fernanda Montenegro e Gianfrancesco Guarnieri em cena da novela “Cambalacho”.

Para falar a verdade, podemos considerar a década de 80 como a década mais prósperas para a teledramaturgia do horário das 19 horas da Rede Globo.

Foi às 19 horas dessa década que surgiram folhetins que entraram para a história da televisão brasileira, não somente pela qualidade, mas também pela grande diversidade de temas abordados, coisa que têm faltado na teledramaturgia atual da emissora carioca.

Antes de prosseguirmos na década de 80, é preciso voltar um pouco no tempo e analisar o panorama do horário na época. Até o final do anos 70, Cássiano Gabus Mendes havia sedimentado seu estilo de comédias românticas, às chamadas “novelas de situação”, com folhetins leves, divertidos e charmosos, características estas que ele havia “tomado” emprestado dos “sitcoms” exibidos na televisão americana.

No final da década de 70 a Globo sentia que era preciso avançar e usar o horário para extrapolar no humor. Foi então que no primeiro semestre de 1979 surgiu a primeira tentativa, com “Feijão Maravilha”, novela da autoria de Bráulio Pedroso e “Chega Mais”, de Carlos Eduardo Novaes.

Silvio de Abreu bem que tentou anteriormente algo neste sentido com “Pecado Rasgado” ( 1978-1979), sua estreia na Globo, mas fora “podado”.

Talvez essa “revolução” no horário só tenha acontecido por uma fatalidade. Em 1980 o autor Cassiano Gabus Mendes seguia com sua novela “Plumas e Paetês” quando sofreu um infarto que o afastou da produção, sendo substituído eficazmente por Silvio de Abreu. Este, por sua vez aumentou o humor na história, fato que acarretou na elevação da audiência no horário.

1980-mila-moreira-1g
Mila Moreira e Lúcia Alves em cena de “Plumas & Paetês”, de 1980.

A partir daí, o que se viu foi o surgimento de um seguimento para o horário, com novelas com uma pegada maior de humor do que as anteriores.

Jogo da Vida” – 1981.

Elas por Elas” – 1982

Final Feliz” – 1982 ( para balancear o horário, esta tinha uma pegada mais romântica).

Guerra dos Sexos” – 1983

Transas e Caretas” – 1984 ( no lugar de uma comédia rasgada veio uma comédia de costumes, oque não atingiu o mesmo sucesso da anterior).

Vereda Tropical” – 1984

Um Sonho a Mais” – 1985

Ti-ti-ti” – 1985

3503a158-c244-4f14-b60b-127afe246c71_tititi
Cássio Gabus Mendes, Malu Mader e Betty Gofman em “Ti-ti-ti”.

Cambalacho” – 1986

Hipertensão” – 1986

Brega e Chique” – 1987

Sassaricando” – 1987

Bebê a Bordo” – 1988

Que Rei Sou Eu?” – 1989

7f029c1d-919a-4b02-801b-55a2c667577b_querei
Carlos Augusto Strazzer, John Herbert e Laerte Morrone em “Que Rei Sou Eu?”

Top Model” – 1989

Pena que esse cenário, de novelas marcantes e criativas exibidas na sequência, pouco a pouco foi diminuindo. A década de 80 ficou para trás e a maioria das histórias aqui citadas viraram referência pop para as gerações que se seguiram.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s