“A Força do Querer” | Novela de Glória Perez estreia mas ainda não mostrou à que veio


Nova aposta da Globo para o seu principal horário de novelas, estreou nesta segunda-feira “A Força do Querer”, trama de autoria de Glória Perez.

Resultado de imagem para A FORÇA DO QUERER

Para a surpresa de todos, os primeiros capítulos não tiveram cenas rodadas em um país exótico e distante, assim como não houveram uma sequência de dança típica, coisas bem características nas novelas de Glória.

Porém, como toda novela da autora, “A Força do Querer” não fugiu de certas repetições e clichês já amplamente batidos, deixando mais do que claro se tratar de uma novela da autora.

Leia também: “Dancing Brasil” | Com reality de dança, Xuxa bate filha de Silvio Santos no Ibope e conquista a vice-liderança.

Podemos dizer que “A Força do Querer” estreou de forma morna, sem grandes cenas que mostrassem à que a novela veio. Pôde-se notar, já nos primeiros capítulos, que a trama é repleta de histórias de amor. Principalmente de desencontros amorosos, característica bastante forte nas histórias de Glória.

Apesar de possuir personagens bastante interessantes, e com boas possibilidades de enredos para serem exploradas, há também outros com traços bastante marcantes, que em alguns momentos os tornam extremamente caricatas e clichês.

Como faz em toda novela, em “A Força do Querer”  Glória Perez não deixa de levantar bandeira social, uma de suas marcas, que ressurge de forma não tão direta – pelo menos no início – . A parte social em “A Força do Querer” fica voltada para o meio-ambiente e para a questão da transexualidade, tema amplamente discutido na atualidade.

Leia também: “Sem Volta” |Canal A&E estreia “Sem Volta”, série nacional recheada de ação.

Apesar das belas imagens, a trama começou com uma personalidade não muito bem definida, misturando a cidade grande (Rio de Janeiro) com cenas no interior do Acre, terra na novelista.

Outra coisa que chamou a atenção foi a mistura de realidade com cenas fantasiosas, no mais profundo estilo “Sítio do Pica Pau Amarelo”  ou qualquer outra história que fale do universo fantástico.

Nas cenas, Ruy é salvo primeiro por Zeca (Marcos Pigossi na fase adulta), garoto do mesmo tamanho que o vê em apuros e se joga na água. Depois, ambos são resgatados e ressuscitados por um índio.

A cena, uma mistura de “Pantanal” e “Velho Chico”  exagerou no nível da fantasia de produção, onde no meio de uma pajelança em que reanima os meninos, o índio provoca raios no céu, num efeito à la Dragon Ball Z, e, depois de dar a eles uma poderosa bebida numa cabaça, os leva a uma viagem lisérgica pelo rio e pela natureza.

Resultado de imagem para A FORÇA DO QUERER

Nesse momento, o Pajé de forma profética anuncia o que virá no destino dos dois meninos, dando indicativa do início da espinha dorsal da trama. O triangulo amoroso formado pelos dois meninos com Ritinha, personagem de Isis Valverde.

Ainda não é possível saber que produto vai sair dessa mistura toda.

Apesar de em seus primeiros capítulos ter se mostrando bastante morno, ainda é muito cedo para ajuizar a qualidade da trama. Como dito anteriormente, “A Força do Querer” possui – alguns – personagens bastante interessantes que se bem desenvolvidos podem render boas histórias.

Leia mais em: MIX OU MISTO

Anúncios

2 comentários sobre ““A Força do Querer” | Novela de Glória Perez estreia mas ainda não mostrou à que veio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s