Presidente de grande gravadora é acusado de assédio sexual


Os casos de assédio sexual pipocam à cada dia não somente no Brasil, mas em todo o mundo.

Os motivos que levaram LA Reid, presidente e CEO da Epic Records, a sair da Sony Music vieram à tona.

Antonio "LA" Reid

De acordo com o New York Post , Reid foi acusado de assédio sexual por uma assistente da Epic Records. Em uma carta enviada à Sony Music, o acusador, representado por um advogado, detalha casos em que comportamento inadequado foi alegadamente exibido pelo veterano da indústria.

Segundo informações de veículos internacionais, tal carta existe, mas não tem ainda conhecimento de detalhes das situações que levaram as acusações contra Reid.

Os executivos da Sony passaram boa parte da última semana negociando os termos de sua saída, dizem insiders. Reid é representado pelo advogado Joel Katz, que dirige o braço Global Entertainment & Media da empresa Greenberg Traurig.

No sábado, a Sony Music lançou uma declaração concisa anunciando sua saída. “LA Reid vai deixar a empresa”, dizia ela.

Reid estava á seis anos no cargo. A Sony Music ainda não comentou o caso.

Leia mais em: MIX OU MISTO

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s