Insano e surpreendente | Saiba como é “A Casa”, novo reality da Record


Já imaginou uma casa de 120 m², dois banheiros, quatro camas , comida para quatro pessoas, dois papeis higiênicos, quatro toalhas de banho… Até aí tudo bem, agora imagina colocar cem pessoas para dividir tudo isso, confinadas noite e dia sob o olhar de câmeras.

Resultado de imagem para rEALITY A CASA

Se você pensou que reality’s como o “Big Brother”, “A Fazenda” entre outros fossem uma espécie de zoológico humano que levassem os participantes ao extremo estava extremamente enganado. É porque você não viu ainda “A Casa”, novo reality da Record TV que estreou nesta terça-feira (27).

Resultado de imagem para a casa reality da Record

Inovador e polêmico, “A Casa” tem como primícia colocar cem pessoas confinadas em uma casa, mas diferentemente dos reality’s ao qual estamos acostumados, onde os participantes possuem certas regalias e conformo, no reality da Record conforto é o que os participantes não terão.

Cada participante ocupa um espaço de 1,2 m², algo bem menor do que por exemplo os 6m² que a lei de execução penal do país diz que um preso tem direito em uma cela. Em um presídio do interior de São Paulo, 12 presos dividem celas de 18m², o que dá uma média de 1,5m² por pessoa.

Para complicar ainda mais a vida dos competidores, os R$ 1 milhão destinados ao vencedor precisa ser usado para manter a casa.

Imagem relacionada

Outro diferencial é que “A Casa” já estreia totalmente gravado, mas a emissora consegue manter total mistério quanto aos eliminados e finalistas, assim como aconteceu com o “Power Couple Brasil“, que terminou esta semana.

Com o reality estreando já gravado, a emissora consegue um maior controle sobre a produção, assim como um melhor acabamento. Isso é bastante recorrente nas emissoras internacionais e tem se tornado costumeiro na emissora.

A Casa” segue o formato dos reality’s americanos, o que é extremamente positivo, que além de câmeras fixas, será utilizado câmeras soltas acompanhando os participantes e sem nenhum roteiro. Os telespectadores poderão ver as câmeras.

Formato da Fremantle, o reality já está sendo gravado e embora imaginasse, o programa vem surpreendendo até o seu maestro, Marcos Mion, que apresenta a atração.

Nas chamadas, “A Casa” é apresentado como “algo nunca visto na televisão brasileira”. Fato, nenhum outro reality propôs levar os participantes a uma situação de convivência tão extrema.

O que promete ser ainda mais polêmico é a forma como o programa se desenha. Não existe votação popular. O líder da semana é quem decide quem vai ser o eliminado. Ele pode, inclusive, eliminar não apenas um participante, mas sim vários de uma vez, o que explica o grande número de pessoas na atração.

“Podem sair um só, ou vinte de uma vez, não tem regra”, diz Mion.

A cada semana, pessoas são eliminadas por uma espécie de líder, “o dono da casa”, que é eleito por votos entre os participantes. Os mais votados vão para um time verde. Os menos votados, para o time vermelho.

O ‘dono da casa’ eleito deve escolher entre os integrantes do time vermelho quem será eliminado. O número de pessoas que deixam o programa toda a semana é definido por um sorteio semanal.

Além de eliminar o coordenada a casa por uma semana, o tal ‘dono’ eleito deve administrar a verba da residência, R$ 1 milhão. O problema é esse. Essa verba é o prêmio final para o ganhador. Se ela for toda gasta, não sobra nada para o vencedor. Se ela for muito economizada, faltará comida e outros itens dentro da casa.

“O ‘dono’ pode resolver comprar comida para todo mundo, ou guardar o dinheiro e deixar todo mundo com fome”, explica Mion.

O perrengue começa logo ao entrar no confinamento. Logo as pessoas percebem que não há recurso para todos. “Já chegaram enfiando comida na boca e escondendo papel higiênico”, diz o apresentador.

Resultado de imagem para rEALITY A CASA

Os perrengues são tantos que há sempre quem desista, abandone o programa. Assim como há também as brigas. ‘Agrediu, tá fora’, garante o apresentador. “Eu não tomo partida, mas eles parecem irmão que brigam e eu sou o pai. Quando chego, cada um quer defender o seu lado”, explica Mion.

O apresentador diz que praticamente tem ‘morado’ no local. Ele participa da dinâmica da casa, com provas e conversas com os participantes. “Estou convivendo de perto com essa loucura, estou lá dentro. Sei exatamente o que eles estão passando.”

Mion acredita que a primeira temporada, que estreia na Record na próxima semana, será incrível pelo ineditismo total do formato.

“Ninguém nunca viu o jogo, não sabe como ele funciona, eles são os primeiros e isso é muito legal”, fala ele.

“Como 100 pessoas vão dormir em um espaço tão pequeno? O que vão comer? Como vão tomar banho? Essas escolhas tornam o programa insano e surpreendente!”, define Mion. “Todos vão querer ver”.

Eu nunca vi nada assim antes. Vocês nunca viram. É inédito mesmo e muito maluco. Nessas situações, as pessoas nos surpreendem a todo momento”, conta Mion.

A duração do reality no ar vai ser de três meses, e o grande campeão vai levar para casa a bolada de R$ 1 milhão.

Leia mais em: MIX OU MISTO

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s